Ir-se

  • Este tópico contém 2 respostas, 2 vozes e foi atualizado pela última vez 1 ano, 4 meses atrás por Rogerio Carneiro Campello.
Visualizando 2 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #17248 Responder
      Rogerio Carneiro Campello
      Convidado

      Oi! Tudo bem, professora?
      Tenho aqui nos meus apontamentos o seguinte: “Ele se foi”. O “se” é considerado partícula expletiva. Ou seja, não há diferença para com “ele foi”.
      Mas se me falarem “ele foi”, eu imediatamente perguntarei “aonde?” Já se me falarem “ele se foi”, eu entenderei que ele foi EMBORA. Parece-me que o “se”, aqui, tem uma função, não pode simplesmente sumir do mapa sem consequências. Minha dúvida tem sentido?

    • #17260 Responder

      Tem muito sentido! A questão é que, nesse caso aí, houve uma espécie de migração de sentido e o que era apenas um elemento de realce passa a influenciar na semântica do verbo.

    • #17269 Responder
      Rogerio Carneiro Campello
      Convidado

      Ah, bem interessante! Obrigado mesmo, professora.

Visualizando 2 respostas da discussão
Responder a: Ir-se
Sua informação: