A muito (há muito?)

Home Fóruns Pergunte ao Língua Minha aqui! A muito (há muito?)

Visualizando 2 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #17121 Responder
      Rogerio Carneiro Campello
      Convidado

      Oi, professora. Por favor, me tira uma dúvida.
      Estou lendo um romance chamado Úrsula. Foi escrito em 1859, por uma mulher e no Maranhão. O que significa que nunca deram muita bola para ele. Poderia ser considerado um clássico, mas não é.
      A minha dúvida é sobre a seguinte passagem: “Creio que meus olhos exprimiam algum sentimento terno a seu respeito, porque seu rosto se tingiu de carmim, e depois um débil suspiro como que a muito reprimido, saiu meio abafado de seus róseos lábios”.
      Tomei um susto com esse “a muito”. Achei que deveria ser erro da edição, e daí saí a verificar outras edições pela internet. Encontrei mais duas, e nas duas estava escrito do mesmo jeito: “a muito”. Concluí que foi erro da própria escritora. Mas como é um romance clássico, resisti a acreditar nisso. E me veio à cabeça a ideia de que esse “a muito” seria “a muito custo”, com elipse de “custo”. Mas o muito pode ser usado assim? Fiquei com essa dúvida.
      Obrigado.

    • #17122 Responder
      Rogerio Carneiro Campello
      Convidado

      P.S.: Em “há muito” ocorre elipse – há muito tempo. Se pode ocorrer elipse quando o verbo precede o muito, por que não poderia no caso da preposição preceder, não é?

    • #17134 Responder

      Você tem razão! Causa um estranhamento. Eu escreveria “há muito” ou “a muito custo” para evitar esse desconforto. Mas é uma interpretação possível.

Visualizando 2 respostas da discussão
Responder a: A muito (há muito?)
Sua informação: