Em que pese

Visualizando 5 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #17484 Responder
      Rogerio+Carneiro+Campello
      Convidado

      Professora Patrícia, tudo bem? Espero que você esteja atravessando bem essa pandemia.
      Bem, estava escrevendo um período e me veio uma dúvida. Era assim: “Os programas sociais da década de 70 foram todos fracassados, em que (aí vem a dúvida) pese o crescimento econômico”. Eu posso escrever “em que pesasse”? Ou seja, a expressão “em que pese” é fixa ou o verbo pode ser flexionado, em vez de “pese”, “pesasse”? Sempre me vem essa dúvida. Obrigado.

    • #17494 Responder

      Olá, Rogério! Espero que esteja bem também. Você pode flexionar o verbo sim. Com isso você evidencia o valor original da oração. Já a expressão “em que pese” (= apesar) é cristalizada. Ou seja: você pode usar a forma cristalizada e pode também fazer variações como em uma oração normal.

    • #17505 Responder
      Rogerio+Carneiro+Campello
      Convidado

      Aliás, a expressão não é “em que pese a”? Não tem uma preposição “a” aí no fim?

      • #17825 Responder

        Não. Pode até haver se a construção pedir (Em que pese a ela trabalhar tanto…), mas a construção em si é “em que pese”.

    • #17834 Responder
      Rogerio+Carneiro+Campello
      Convidado

      Ótimo, obrigado. Mas deixa eu engatar outra pergunta? Outro assunto; é o seguinte: o diminutivo de melhor é melhorzinho. Assim, com z. Mas no plural? Melhores. Fica melhorezinhos, com z, ou melhoresinhos, com s? Fiquei nessa dúvida outro dia. Acho que é com z, mas não tenho certeza.

    • #17835 Responder
      Rogerio+Carneiro+Campello
      Convidado

      Ou é melhorzinhos? Acho que dei uma mancada.

    • #19677 Responder

      As duas formas são aceitas: melhorzinhos e melhorezinhos. Ambas com Z.

Visualizando 5 respostas da discussão
Responder a: Em que pese
Sua informação: